Após 18 anos, Infraero transfere gestão do Aeroporto de Juazeiro do Norte

Após 18 anos, Infraero transfere gestão do Aeroporto de Juazeiro do Norte

Terminal passa a ser administrado pela Aena Desarrollo Internacional

Desde o último dia (13), a Infraero encerrou a gestão das operações no Aeroporto de Juazeiro do Norte/Orlando Bezerra de Menezes, no Ceará (CE). O terminal passa agora a ser administrado pela Aena Desarrollo Internacional.

Administrado pela Infraero desde 2012, o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes recebeu, nos últimos anos, mais de R$ 20 milhões em investimentos. A capacidade do terminal mais que dobrou, passando de 800 mil para 1,7 milhão passageiros por ano. 

Também foi realizada obra de requalificação da pista de pousos e decolagens, que prolongou a resistência do pavimento, possibilitando a operação de aeronaves de maior porte; além da ampliação do pátio de manobras.

Atualmente, o aeroporto conta com voos, operados pelas companhias aéreas Azul e Gol, com destino a Campinas e Guarulhos (SP), Recife (PE) e Fortaleza (CE). Com localização estratégica, o aeroporto representa uma importante ferramenta para o desenvolvimento econômico e mobilidade da população para várias áreas do Cariri, não somente para o Sul e Centro Sul do Ceará, mas também para outros estados. Atende ainda a população do Noroeste de Pernambuco (PB), do Alto Sertão da Paraíba (PB) e Sudoeste do Piauí (PI).

O nome do aeroporto, Orlando Bezerra de Menezes, homenageia um importante político e industrial nascido na cidade. Foi vereador, deputado estadual e federal, além de prefeito de Juazeiro do Norte na década de 1970.

Novo operador

Além do terminal do Cariri, a empresa espanhola Aena arrematou, em março do ano passado, com o ágio de 1.010% em relação ao lance mínimo inicial de R$ 171 milhões, os aeroportos de Recife (PE), Maceió (AL), Aracaju (SE), João Pessoa (PB) e Campina Grande (PB). A previsão é que os terminais, que compõem o Bloco Nordeste de Concessões de Aeroportos, recebam, ao longo dos próximos 30 anos, investimento de R$ 2,153 bilhões, sendo que um terço, ou R$ 788 milhões, deverá ser aplicado nos próximos cinco anos.



Contato

Newsletter
Receba ofertas exclusivas por email: